literatura

Loading...

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

TORQUATO NETO

Cogito

eu sou como eu sou
pronome
pessoal intransferível
do homem que iniciei
na medida do impossível

eu sou como eu sou

agora
sem grandes segredos dantes
sem novos secretos dentes
nesta hora

eu sou como eu sou

presente
desferrolhado indecente
 

feito um pedaço de mim

eu sou como eu sou

vidente
e vivo tranquilamente

todas as horas do fim.

Let’s Play That


quando eu nasci
um anjo louco muito louco
veio ler a minha mão
não era um anjo barroco
era um anjo muito louco, torto
com asas de avião
eis que esse anjo me disse
apertando a minha mão
com um sorriso entre dentes
vai bicho desafinar
o coro dos contentes
vai bicho desafinar
o coro dos contentes
let’s play that


Desejo


 Mas...
se eupudesseum dia
com as mãos o sol pegar;
a luaapertarentre meus pés
e
trêmulo de prazer
em plena Via Láctea, todos os astros
[retercomigo,
um gozo frenético e sem fim,
apesar de tanta infelicidade
eu chegaria a ter pena de mim mesmo
pois, indiscutivelmente,
eu estaria louco,
demente!

Um comentário:

camila disse...

Estou re-lendo Torquatália a biografia dele em dois volumes ,é,como dizer...bem,psicodélica como Torquato Neto